Características e vantagens dos diferentes modais de transportes

Tecnologia e gestão para empresas express

Características e vantagens dos diferentes modais de transportes

 

Basicamente, quando se fala de transporte visualizamos a movimentação de cargas/produtos entre dois pontos diferentes. Logo, transporte nos passa a ideia de movimento (movimentar cargas), que podem ser – mercadorias, produtos, insumos, etc., bem como pessoas e animais, de um ponto para outro, não importando a distância. Dessa forma, para cada tipo de movimentação haverá um tipo específico de transporte, que por sua vez poderá se utilizar de vários modelos de meios de transporte para alcançar objetivos específicos. No Brasil, com sua extensão continental, um transporte eficiente pode ajudar muito as empresas e a economia como um todo.

 

Tipos de Transportes

São 5 os tipos diferentes de transportes, conhecidos como “modais de transporte”:

Modal Rodoviário

Modal Ferroviário

Modal Aéreo

Modal Dutoviário

Modal Aquaviário

 

Podemos acrescentar como “modal” nos grandes centros urbanos:

Motocicletas

Bicicletas

Drones (futuro promissor)

Patinetes

 

Market-Share dos Modais (transporte de carga) BRASIL X USA.

 

 

Brasil

U.S.A.

Rodoviário

61%

26%

Ferroviário

20%

38%

Aeroviário

< 1%

< 1%

Aquaviário

13%

16%

Dutoviário

5%

20%

Fonte: TKU

 

Caracteristicas dos Modais

 

MODAL RODOVIÁRIO

Influenciada pelos investimentos da indústria automobilística americanos no Brasil (década de 1960), na implantação da indústria automobilística nacional (principalmente caminhões da marca FORD/GM/outros), houve grandes investimentos governamentais na infraestrutura e construção de rodovias ligando várias regiões do país, originando a implantação, crescimento e desenvolvimento do transporte de caminhões no Brasil.

Com enormes dimensões geográficas, o transporte rodoviário é o principal sistema logístico do país com uma rede de aproximadamente de 1.700.000 quilômetros (fonte –DNIT) de estradas e rodovias nacionais (a quarta maior do mundo), por onde passam 61,1% de todas as cargas movimentadas no território brasileiro.

Atualmente, o modal rodoviário por ser o tipo de transporte mais utilizado no Brasil, demanda grandes investimentos na infraestrutura rodoviária, nas privatizações das rodovias federais/estaduais, na facilidade no deslocamento entre destinos regionais e interestaduais e na cobertura nos postos de abastecimentos (restaurantes, oficinas mecânicas, banheiros, caixas eletrônicos, dormitórios, etc).

As desvantagens desse tipo de transporte modal se devem ao custo elevado na manutenção do veículo, aumento crescente do frete e combustível, relação baixa do custo-benefício por tonelada transportada, elevada taxa de acidentes (alta velocidade, cansaço do motorista, estradas mal conservadas, mortes, etc) e rigorosa fiscalização da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres).

 

MODAL FERROVIÁRIO

Com a implantação da indústria automobilística na década de 60, além da pressão exercida pelas grandes empresas produtoras de petróleo, que necessitavam vender seus produtos em maior escalas, foi dado preferência à produção de caminhões e veículos que iriam consumir petróleo em larga escala, ao contrário do transporte ferroviário.

Nessa mesma época, o mesmo não acontecia na Europa e nos EUA, cujo meio de transporte ferroviário exerce forte presença no transporte de carga e pessoas.

Em 2017 o Brasil mantinha a 9º (nona) posição dos países com maior dimensão da malha ferroviária em quilômetros (30.000 km). Em função das várias crises econômicas e politicas por que , passou o país, a falta de investimento por parte do governo e da iniciativa privada fez com que parte dessa malha fosse reduzida, além de contar com o emaranhado de diferentes bitolas espalhadas pela rede ferroviária.

 

Vantagens do modal ferroviário

– capacidade de transportar grandes quantidades de cargas,

– um comboio de 200 vagões transporta tanto quanto 400 carretas rodoviárias,

– transporte seguro e causador de pequenos impactos ambientais,

– maior custo/benefício – o consumo de combustível é pequeno em comparação o volume de carga.

 

Desvantagens do modal ferroviário

– baixa velocidade de transporte,

– pouca flexibilidade nas rotas e na carga.

– necessita de Grandes investimentos na construção das ferrovias, máquinas e manutenção muito alta,

– reduzida integração com outros modais,

 

Modal aéreo 

O modal aéreo pode ser nacional ou internacional e tem como vantagem a velocidade e segurança e como desvantagem o limite do peso das cargas e alto custo do frete. É o ideal para entregas de perecíveis como flores, frutas, alimentos e demandas urgentes como medicamentos, peças, equipamentos hospitalares, etc

 

Modal dutoviário 

São formados por dutos ou tubos que transportam geralmente líquidos a longas distâncias. Como exemplo temos o combustível e gás transportado pela Petrobras. As vantagens estão na segurança do trajeto do produto sem perigo de roubo e a simplificação na carga e descarga e como desvantagem a possibilidade de gerar graves problemas ambientais (rompimento dos dutos, o alto custo em seu processo de fixação e licenciamento).

 

Modal aquaviário

Esse transporte se movimenta sobre trechos aquáticos – rios, mares e oceanos. Conhecido por  marítimo, naval ou aquaviário.

As vantagens são o carregamento de grandes cargas por longas distâncias e o baixo custo. Transporte internacional de veículos, caminhões e maquinário pesado. As desvantagens estão na demora e nas rotas mais apropriadas, além das condições do mar.

 

Modal motocicleta – bicicleta/patinetes– drones

Esses tipos de modal ocorrem unicamente nos grandes centros urbanos sendo operados por por particulares ou mesmo por micro e grandes empresas.

 

A motocicleta

É o tipo de modal que mais agrega valor ao segmento de transporte e o mais aceito nos grandes centros urbanos.

Sua expansão se deve à pontualidade e agilidade no transporte de pessoas (moto-taxi), na entrega de documentos/alimentos, pequenos volumes e no transporte do e-commerce.

 

As empresas focadas nesse tipo de serviço tem como características positivas:

   > Melhor custo/ benefício,

   > Entregas rápidas e livres de trânsito,

   > facilidade nas entregas de urgência quanto nas ocasiões de rotina,

   > logística reversa – coletas-entregas-coletas rápidas,

   > monitoramento OnLine  – acompanhamento da entrega em tempo real,

   > contato rápido entre empresa/cliente,

   > orçamento imediato,

   > pagamento com Cartão de Crédito

 

A bicicleta

Surge como a mais nova modalidade de modal de transporte. O foco é o de prestação de serviços – entrega de documentos/pequenos volumes/entregas para restaurantes/ e-commerce. Não ha dados disponíveis para uma análise sócio-econômica, porém cresce a demanda por esse tipo de modal. Com a bicicleta elétrica esse tipo de modal tende a crescer muito.

As vantagens

– facilidade na contratação de ciclistas terceirizados para entrega,

– facilidade na entrega de produtos de pequeno porte (até 5 Kg) no bagageiro,

– frete poderá ser calculado no momento da contratação do transporte,

– bikes não usam combustível,

– entregas efetuadas em até 24hs,

– um ou vários centros de distribuição, no sentido de otimizar as entregas e reduzir o tempo de entrega,

– carros de apoio para o transporte de mercadorias de grandes fornecedores até os centros de distribuição.

 

MODAL DRONES

No futuro não muito distante, teremos drones fazendo entregas de pequenos volumes, documentos, a exemplo do que está sendo feito hoje com as motocicletas e bicicletas. Noticias nos jornais no exterior revelam experiências com DRONES na entrega de pizzas, celulares e pequenos volumes. Não há como prever os custos futuros.

 

MODAL PATINETE

O mais recente tipo de transporte focado unicamente no transporte de pessoas. Já existem plataformas de compartilhamento para o uso de patinetes e bikes. As patinetes tem a vantagem de serem muito leves e pequenas, podendo circular e estacionar praticamente em qualquer lugar nos grandes centros, sendo uma boa alternativa de mobilidade em cidades onde as pessoas tem cada vez menos tempo e não aguentam mais ficar presas nos caóticos trânsitos.

 

CONCLUSÃO

Cada modal tem suas características, vantagens e desvantagens, conforme o tipo de carga, infraestrutura disponível, urgência e custos. O segredo para criar operações eficientes é tentar usar o melhor de cada um para criar operações Multimodais, ou seja, envolvendo mais de um tipo de transporte, buscando eficiência. As motos e bikes tem sido muito relevantes no contexto atual, onde a distribuição urbana, a última milha (last mile) tem ganhado muita relevância em função do contexto sócio econômico, onde as pessoas tem menos tempo, querem tudo com muita agilidade e não querem se expor nas ruas, com a insegurança atual no Brasil. O fato de serem mais rápidas, ágeis para se deslocar e estacionar, serem mais baratas e com manutenção mais baixa, tornam as motos e bikes a bola da vez, quando se fala de logística urbana. Então, unindo essas características com a Tecnologia atual, que ajuda a planejar, gerenciar e controlar melhor as operações, empresas focadas nesse segmento, tem muito potencial de crescimento e sucesso nessa nova economia.

 

Autor: Gustavo Fernandes Costa

Administrador, com 15 de anos de experiência na área de Supply Chain e logística. Ex executivo da Armazéns Gerais Columbia, Easy Car e Transdata. Desenvolveu um projeto de logística de coleta e transporte de lixos urbanos e hospitalares na Republica Democrática do Congo/África.

Gostou deste artigo sobre características e vantagens dos diferentes modais de transportes? Então deixe um comentário no post com a sua contribuição ou dúvida sobre o tema!